Tag: Gattuso (Page 1 of 3)

Milan: Europa League com sabor de Paulistão

Embed from Getty Images

Era para ser um retorno à glória, mas foi mais um ano da Turma do Didi no comando do segundo clube com  mais titulos europeus. Uma campanha de contratações milionária flopou como poucas vezes se viu na elite do futebol europeu. Neste ano, o Milan não tenta só jogar bola – precisa também desinfetar a presença do fantasma de Silvio Berlusconi. Não espere um futebol cintilante do Milan nos próximos 12 meses. Se o ícone milanista e treinador, Gennaro Gattuso, organizar um time da primeira à última rodada, por mais simples que ele seja, já estará de bom tamanho. Depois de um ano tão confuso, a vaga na Europa league tem sabor de torneio de várzea como um Paulistão requentado.

Ler mais

VanBommelianando o Calcio

Às vezes, declarações  aparentemente corriqueiras podem ter um significado mais relevante do que parecem. Nesta sexta, questionado sobre a confirmação de Mark van Bommel no Milan em detrimento de Andrea Pirlo, o oráculo barcelonista, Johan Cruyff, afirmou. “Fiquei muito feliz por ele [van Bommel], mas sua permanência é um sinal da pobreza dof utebol italiano”. Não há como discordar.

Ler mais

Mercado do Milan depende das renovações de contrato

O mercado milanista será definido pelas renovações: Nesta, Ambrosini, Gattuso, Seedorf e Pirlo. Juntos, eles representam um desembolso anual de €21 milhões. Para ficar, só baixando seus valores (corte de 50% em média).

Ler mais

Leonardo fica na Inter; craques devem chegar

Com a chegada da Inter à final da Copa Itália, a permanência de Leonardo parece certa (especialmente depois do Gattusogate, que fez o técnico parecer uma pobre vítima). O “sucesso” da temporada (um jornalista da Gazzetta conseguiu imaginação para ver na temporada interista uma “mini-tríplice coroa”, formada pela Supercopa Italiana, Mundial de Clubes e Copa Itália) também brecou a ‘re-fundação’ que parecia estar em curso, a ponto de Moratti já ter recusado uma oferta de €50 milhões por Eto’o (0 que é uma decisão insana por qualquer leitura).

Ler mais

Delneri-Juventus: é adeus

Certamente pior para a Itália do que o atrito entre Gattuso e Leonardo foi a enésima demonstração de frouxidão da Juventus, que praticamente sepultou as chances de Luigi Delneri de continuar no clube. Um dia antes do empate em 2 a 2 com o Chievo, Delneri disse que ficaria na Juve com “100%” de chances.

Ler mais

E quem é Joe Jordan?

A cena de gennaro Gattuso pegando um senhor pelo pescoço enquanto seu time perdia o jogo para o Tottenham por 1 a 0 em Milão correu o mundo. Gattuso foipesadamente criticado (com razão) por uma atitude antidesportiva – e os italianos não ficaram atrás. “Milanimals”, bateu o The Sun; “Gattuso deveria saber com quem estava mexendo”, observou o Guardian; “Mafiosos do Milan fazem com que todos torçamos pelos Spurs”, concluiu o Daily Mail. O pivô inglês do evento foi Joe Jordan, glorificado pelos ingleses como sendo um exemplo da fibra e da coragem do futebolista do país. E se esqueceram de quem ele é.

Ler mais

Voltando da pausa

O retorno da pausa de inverno foi interessante de acompanhar na Itália. Internazionale e Napoli não fizeram só o jogo da primeira rodada de 2011, mas também deixaram coisas claras em sua volta.

Ler mais

Quitandinha Série A

Se você já é fã do futebol italiano há algum tempo, provavelmente não se espantou que Ronaldinho não foi para o Milan, que Gerrard não apareceu na Juventus nem que outro maioral qualquer não foi contratado pela Inter. É, depois do escândalo de 2006, o futebol italiano empobreceu em todos os sentidos – especialmente o financeiro. Virou uma mercearia. Ou uma quitanda,

Mas mesmo o torcedor menos exigente há de ter torcido o nariz para as contratações que os clubes italianos fizeram para a reta final do torneio. Se todos os elencos estivessem azeitadíssimos e estivesse sobrando futebol, ainda haveria uma desculpa. Mas este não era o caso.

Exceção feita à Juventus, que buscou dois ótimos nomes em Stendardo e Sissoko, todos os outros clubes ficaram observando. Ta a Inter contratou Maniche, mas não é que o português seja a reencarnação de Eusébio – e na verdade a Inter não está carente. Todos – sem exceção – os outros clubes poderiam ter feito retoques e não seria exagero.

O campeão da necessidade é o Milan, que manteve a política de ficar fiel aos “velhos” heróis. O inconveniente é que o time está muito mal na Série A (ao menos em termos de futebol) e se bobear pode ficar até sem o quarto posto e a respectiva vaga na Liga dos Campeões.

Entre os que não estão mal e até que fizeram um mercadinho razoável está a Lazio. O atacante Bianchi, o meia Dabo e os defensores Radu e Rozehnal devem agregar bastante, mas a Lazio não foi atrás da posição que mais a castigou no primeiro turno – o gol, onde o goleirossauro Balotta alterna atuações ótimas com vexames épicos.

O Napoli, já entre os times que tem ambições mais modestas, poderia ter gastado mais, mas fez contratações que prometem também em médio prazo. O volante Pazienza pode ser um excelente companheiro para Hamsik; o defensor Santacroce chega ao San Paolo cercado de boas recomendações e o goleiro Navarro, dos Argentinos Jrs. – ARG também era cotado para várias outras equipes.

Entre as boas assinaturas “esparsas” no ‘calcio’, estão a volta de Cristiano Lucarelli ao futebol italiano, com a camisa do Parma (que realmente precisa de um goleador nato), o defensor belga Vanden Borre, indo ao Genoa (na Fiorentina teve espaço zero) e Franco Brienza, na Reggina (que já estreou até fazendo gol).

Faltaram contratações que levassem à Bota nomes de peso no continente, ou ao menos craques em potencial, como o eslovaco Hamsik, por exemplo(que chegou ao Brescia há 18 meses sem nenhum alarde e hoje é o nome mais importante do Napoli). A falta de brilho do campeonato deste ano – também – é culpa da falta de craques.

Nhaca milanista

Com Dida em má fase E se machucando, com o legendário Maldini se preparando para abandonar os gramados e com um Pato que ainda alterna devastações e sumiços, o Milan se arrasta no campeonato. Não há riscos de grandes vexames, mas o time jpga muito mal mesmo. E a caveira de burro continua enterrada em San Siro. E é rubro-negra.

Oirregular Kalac vem jogando com mais freqüência e há rumores de que a relação entre Dida e o técnico Carlo Ancelotti estaria se deteriorando. Um site brasileiro falou na semana passada em “marginalização” de Dida por parte de Ancelotti, mas é uma obesa pataquada. Ancelotti sempre defendeu Dida com ferocidade, mesmo depois de frangos fantásticos do brasileiro.

A última baixa em Milanello parece ser o guerreiro Gattuso, que com um estiramento, estaria com um mês de férias forçadas agendadas. No período, Gattuso ficaria de fora de uma ou até as duas partidas com o Arsenal pela LC, o que seria péssimo. A coisa só não é pior, porque o Milan tem Emerson, que poderia ganhar ritmo com a vaga repentina no time.

Page 1 of 3

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top