Jogamos com a Inglaterra. A Tevebrás oficial se esforçou para mostrar que está tudo dentro do previsto e gerar expectativa para o jogo, onde o homem que assina os cheques da Copa é seu comentarista. Ele também é o único ‘comentarista’ com passe livre para poder acessar os vestiários. Noutro mundo, o mundo de verdade. o Brasil jogou o que podia – com algum talento, pouco preparo e raça zero. Tenta-se fazer de Neymar um Pelé, de Fred, um Ronaldo e de Paulinho, um Ramires. Todas as missões são impossíveis, mas pelo menos Felipão pode tentar fazer Ramires jogar como Ramires. Basta chamá-lo.

Ler mais