Há duas semanas, o vazamento do conteúdo de uma reunião na federação francesa em que se discutia a adoção de cotas raciais para jogadores nas divisões de base despertou uma tempestade em que o técnico da seleção francesa, Laurent Blanc, foi acusado de racismo por sugerir que se deveria proteger os espaços para brancos na seleção. Blanc foi pego numa discussão que interessa a políticos e dirigentes de futebol, fato pelo qual certamente ele apanhará injustamente. Contudo, o debate poderia ser útil se avaliado por gente séria – infelizmente uma probabilidade pequena.

Ler mais