Vivemos no País dos Vagabundos ou não?

No país onde os safados se dão bem e quem trabalha se ferra? Ou não?

No país onde senadores corruptos saem numa boa porque têm o presidente como refém? Ou não?

Onde escândalos com prova, crime, vítima e testemunha são ignorados? Ou não?

Se não vivemos num País dos Vagabundos, safados e pilantras, como explicar que a Máfia do Apito, que garantiu o título de 2005 ao Corinthians, seja TODA absolvida?

Amanhã talvez consigamos nos olhar no espelho e ver valor no Brasil. Hoje, temos de admitir que o país está na mão deles – dos Vagabundos.