Tag: corinthians (Page 4 of 7)

A culpa é de quem então?

No ano passado, “apareceu” Defederico. Ninguém conhecia, mas era um craque. “Ouvimos ótimas referências deles na Argentina”, disse o narrador João Palomino, da ESPN, num programa da emissora. “É o herdeiro do Messi”, sugeriu um outro jornalista. Era um craque. Muito melhor que o Riquelme. Um gênio.

Ler mais

100 nada

Hoje o Corinthians amanheceu com um sabor na boca que já conhecia. O de pensar que poucas horas antes, ainda tinha chance de encerrar o jejum eterno de Libertadores. Hoje, dificilmente alguém vai apontar o dedo para Andres Sanches, especialmente na imprensa, assim como ninguém vinha dizendo que o time apresenta futebol patético. Mas deveria, porque Sanches tem culpa e o time joga futebol de 9o. colocado no Brasileiro.

Ler mais

Seleção da semana na Europa

Parece que acabou

Não sei não, mas acho que acabou. O dedo médio apontado para a torcida representa mais do que a irritação pela derrota diante de um jogo que significa tanto quanto a divisão de zero por um. Ronaldo está farto da vida de jogador. Isso não é novidade. Só que agora, ele sabe que sua chance de ir à Copa também é igual à divisão de zero por um.

Ler mais

Kia Joorabchian

Não seria necessário, a quem não tem QI de ostra ou molusco [substituí o “débil mental” para não criar ruído], o bom comentário de Juca sobre o franco-anglo-belgo-afro-iraniano que já mandou no Cortinthians para esclarecer o tamanho de seu espaço no clube. Kia detém parcelas de jogadores e a ida de Robinho para o Santos é obra quase que exclusivamente sua.

Ler mais

O marketing boquirroto da quermesse vespertina

O patético episódio do jogo do Corinthians na tarde desta quinta-feira é representativo da “nova” gerência corintiana. Andres Sanches, presidente do clube, em todas as entrevistas ou comentários que dá, posa de moderno, de revolucionário, assume uma postura de baluarte da justiça que tirou o clube das garras de um dirigente quase senil. Ele raramente fala do fato de ter participado ativamente da gestão anterior, tendo abandonado o navio só em seus últimos suspiros.

Ler mais

Comentando a seleção: Fàbregas

Há algumas semanas fiz um post sobre qual seria a seleção dos jogadores que eu compraria se tivesse muito dinheiro e um time, visando o futuro. Ou seja, sem buscar nenhum medalhão “incomprável”, exceções feitas às posições onde eu acho que não há disputa mesmo – Fàbregas e Daniel Alves.  Farei então o comentário sobre cada um começando pelo catalão.

Ler mais

É hoje

Hoje, começa o desafioa maior da história centenária do Corinthians. Acostumado a vitórias heróicas e derrotas dramáticas, o Timão tem na Libertadores o único torneio que pode saciar uma sede que o próprio clube criou. Durante o rebaixamento e o ano passado, tudo era em função da LIbertadores do centenário. Tudo. Andres Sanches hoje diz que o Corinthians não está sob pressão, mas não é verdade. Essa Libertadores, ainda mais que as outras, precisa ser vencida pelo time sob pena de um trauma maior do que os outros. Para isso, o Corinthians rifou sua camisa (que parece uma toalha de cantina) e gastou os tubos num time caro. Tudo tem a Libertadores na mira.

Futebolisticamente, o time está longe da equipe necessária para um feito do gênero. Contudo, é começo de temporada e somente hoje os 11 titulares entrarão em campo para umm jogo de vida ou morte. Ronaldo visivelmente está fora de forma, como esteve nos últimos anos, mas determinado, faz diferença. No que diz respeito para a determinação, idem para Roberto Carlos. Esse time de hoje é um time com a cara do Corinthians: um ou dois craques (Ronaldo e Roberto Carlos), jogadores com identificação com a torcida (Dentinho, Felipe, Elias, Chicão) e um futebol muito, mas muito mais baseado na força da torcida do que na técnica. O Corinthians não será o mesmo após a LIbertadores 2010.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top