Tag: Copa (Page 1 of 2)

Copa América: variações táticas da Colômbia de Pekerman.

Após vencer o Brasil por 1×0 na última quarta-feira a Colômbia obteve os seus primeiros três pontos no grupo C da Copa América 2015. Obteve também algum respiro devido a pressão que a imprensa de seu país lhe impôs, após a péssima estreia contra a Venezuela, na qual perdeu por 1×0.

Ler mais

Blatter re-eleito: o inferno não é um mau lugar.

“Hell ain’t a bad place/Hell is from here to eternity!”
(“From Here to Eternity” – Iron Maiden)

Como alardeado por toda a imprensa mundial, o presidente da FIFA Joseph Blatter conseguiu se re-eleger na última sexta-feira. O presidente da entidade máxima do futebol, eleito pela primeira vez em 1998, segue no comando da instituição por mais quatro anos.

Ler mais

A vitória da vocação para a derrota

O desastre brasileiro no Mineirão já vai longe – mais de duas semanas – mas ainda é tempo de se falar dele. Na verdade, apesar da maioria das pessoas não se dar conta, o jogo dos 7 a 1 é um evento histórico que gerará documentários, dissertações, livros e outras abordagens. Raramente as testemunhas de um evento histórico se dão conta de sua relevância na mesma hora. A história se consolida somente quando se transforma em passado e pode ser vislumbrada com um certo desprendimento.

Ler mais

A volta de Felipão

Brasil

Dez anos depois, Felipão volta à Seleção Brasileira. Foi um avanço em relação a Mano Menezes – até porque muitos outros nomes seriam – mas certamente não é garantia de tranquilidade. Felipão não consegue realizar um bom trabalho desde que saiu de Portugal e, tanto Chelsea quanto Palmeiras tiveram na sua insistência no mesmo grupo de colaboradores o seu maior inimigo. Scolari sabe que lealdade é decisiva num mundo onde os ratos campeiam (tanto no gramado como atrás dos microfones), mas seu grupo de assistentes, que há uma década foi eficiente, hoje não é o que existe de melhor. Além de ter de rever velhas escolhas baseadas na amizade, Scolari, que  é indiscutivelmente experiente e disciplinador o suficiente para o cargo,  agora precisará conseguir mais que resultados imediatos – precisará conquistar o apoio popular. A Copa será aqui e uma Seleção sem o apoio do torcedor não poderá embarcar num confortável vôo para a Ásia para escapar da pressão. O gaúcho já enfrentou muita pressão, mas nem em seus sonhos mais delirantes pode ter imaginado a pressão que enfrentará agora – a da obrigatoriedade de tirar do Brasil um trauma de 64 anos e que a maioria das pessoas nem sabe que tem. Scolari, boa sorte. Todos nós vamos precisar muito. Ainda que a CBF seja ocupada pelo mesmo tipo de insetos de sempre, ao menos Andrés Sanches agora terá de viver de favores de seus colegas do governo (ao que tudo indica, nós paulistanos teremos um secretário de esportes que não só não sabe chutar uma bola como não consegue falar português direito). Mas, afinal, se sustentamos tantos Sarneys, o que é um Andrés a mais?

 

Copa&Olimpíada, a Caixa de Pandora brasileira

A última semana foi extremamente cheia de significados para a gestão do esporte no Brasil  e, por extensão, para o próprio Brasil. O país conseguiu se livrar de uma das pessoas públicas mais inssossas e incompetentes dos últimos tempos, o já-foi-tarde Orlando Silva, mas não se livrou do PC do B (que é uma entidade bem bizarra  – um zumbi corrupto morto-vivo, esquizofrênico entre ideologia e preguiça macunaímica). Com o aval do NeoPT (que é a antítese da história do finado PT), o Brasil se encaminha para fazer dois megaeventos esportivos onde o Estado (ndr, nós) vai pagar uma conta astronômica, os barões vão ganhar quantidades de dinheiro estelares e esportivamente, devemos mostrar os dois vexames para os quais ensaiamos com competência..

Ler mais

Linhas sobre a Copa 2010

Em meio às minhas férias, um momento para uma palavra sobre o desfecho da Copa do Mundo. Johan Cruyff, que por alguma razão foi demonizado no Brasil por dizer várias verdades (com uma certa falta de educação) que a vitória da Espanha era um progresso para o futebol bem jogado contra o estilo “vulgar e duro” de sua Holanda. Concordo plenamente, mas adiciono: foi uma vitória também para o modelo canterano das divisões de base espanholas e alemãs, contra a decadência italiana e a exaustão inglesa.

Ler mais

O melhor goleiro da Copa

Depois da fantástica defesa que manteve o Uruguai na Copa do Mundo, o atacante Luis Suárez recebeu um sms do arqueiro da Holanda, Maarten Stekelenburg.

Ler mais

Os (bons) ladrões da Copa

Os melhores jogadores em roubadas de bola, segundo a Fifa.

Ler mais

Page 1 of 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top