Tag: confusão

E falando da Inter…

Num comentário de um conhecido jornalista italiano, famoso pela sua fé juventina, vi nesta semana uma observação ferina e passional, mas não totalmente. “É tornata la pazza Inter” (“A Inter tonta está de volta”). O verão foi cruel com os campeões europeus da temporada retrasada. Depois de toda a confusão na sucessão de Leonardo (que, diga-se, não foi somente culpa do clube mas sim do comportamento inseguro e errático do brasileiro), a Inter faz um bom negócio ao vender o trintão Eto’o, mas perde seu segundo melhor jogador sem ter uma reposição à altura nas mãos. E isso não é tudo.

Ler mais

Mourinho é o melhor, mas sua pressão chegou ao limite

Ele é o melhor treinador de sua geração. A vantagem sobre a sua nêmese, Pep Guardiola, se dá pelo fato de que o catalão nasceu dentro do ambiente mais protegido possível, aquele em que cresceu como jogador. José Mourinho, pelo contrário, não só vai a ambientes inóspitos (como Inter e Real Madrid) e se põe à prova para montar times de futebol onde outros grandes falharam antes dele. É vitorioso também – mesmo com a curta carreira, já tem um sem número de títulos. Mesmo com tudo isso, o português é a antítese do esporte, em sua incapacidade atávica de aceitar a derrota. Seu último exploit, depois de praticamente ter sido eliminado da Liga dos Campeões, é mais um episódio que faz a audiência se cansar do seu teatro particular.

Ler mais

Adeus, Chievo

A 38a rodada do Campeonato Italiano não poderia ter sido mais emocionante. Se as primeiras posições já estavam decididas, a última vaga do rebaixamento fez com que cinco partidas ainda tivessem um suspense digno de Hitchcock. E depois de 90 minutos onde o rebaixamento mudou de dono por várias vezes, o apito final decretou que o Chievo, derrotado pelo Catania no campo neutro de Bolonha, estava rebaixado.

Ler mais

O rei de Parma

Depois da queda do império Parmalat, o Parma assistiu a uma grande mudança no seu elenco. Saíram de cena os jogadores de salários gigantes (alguns, craques como Buffon; outros, pífios como Djetou), e entraram no palco nomes modestos como Bolaño, Dessena e Cardone. O resultado é mais que óbvio: o clube trocou de lado na tabela.

Ler mais

Caos anti-doping

Maquiavel não nasceu na Itália à toa. Ou melhor: se tivesse nascido alhures, não seria o autor de “O Príncipe”. Na península, a política está em toda parte, e o futebol está mais incrustado dela do que ela própria. A batalha no futebol italiano acontece dentro de campo, sim, mas fora dela, é ainda mais severa.

Ler mais

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top