Depois de ter ficado mal acostumado a vencer — foram sete títulos franceses em sete anos, o Lyon “amarga” um jejum de dois anos. Muita gente se admira como o técnico Claude Puel ainda não foi demitido depois de dois anos de “fracassos”.

Ler mais