Tag: balotelli

Nebuloso rossonero

Antes de mais nada, este que vos escreve deixa bem claro que, assina embaixo de tudo que o editor deste blog afirmou na postagem anterior a esta. Sigo tomando o Milan, enquanto um “rebuilding Milan” termo já utilizado em posts anteriores. Ou seja, por mais otimista que sejam as palavras, sabemos que o clube rossonero atravessa seu período Vidas Secas, no sentido mais Graciliano Ramos da palavra. A partida contra o Sassuolo do último fim de semana foi uma versão pobre da tragédia de Istambul, na final da Champions League 2004/2005, perdida pelo Milan contra o Liverpool.

Ler mais

Vai começar a Copa das Confederações!

Não isso não é um guia da Copa das Confederações. Nem um posicionamento crítico e lúcido como apenas o editor deste blog consegue escrever. O Brasil vai apresentar uma competição futebolística caríssima e estaremos mais próximos do que nunca do Mundial superfaturado e pago com verba pública de 2014.

Ler mais

Balotelli, o primeiro sonho pós-Leonardo

Além do show de Maicon e companhia, a partida na qual a Inter conseguiu parar o Barcelona em Milão teve outro protagonista. O atacante Mario Balotelli, cansado de ser xingado pela torcida, grutou poucas e boas para a arquibancada e jogou a camisa na terra antes de ir para o vestiário. O zagueiro Materazzi correu atrás dele e lhe deu uns empurrões. “Jamais vi alguém bater num colega. Se fosse comigo, dava um murro no Materazzi”, disse o ex-colega de Balotelli, Zlatan Ibrahimovic, hoje no Barcelona, deixando uma rivalidade extra para o jogo de volta em Barcelona. “Foi um suicídio público. Será punido severamente”, disse o presidente da Inter, Massimo Moratti. Na espreita, o Milan – time para o qual Balotelli torce – está avaliando as chances de tentar afanar o atacante dos rivais.

PS: Este post foi publicado no Diário Lance! no dia 22/04

Materazzi

Não me lembro na história de um outro jogador que conseguisse combinar uma carreira tão vitoriosa com tanto limite técnico e mau caráter quanto Marco Materazzi. Zagueiro de qualidade muito próxima da nula, açougueiro de marca maior e com um histórico de polêmicas na carreira tão grande quanto seu nariz, Materazzi segue vivendo da fama de seu lance mais importante: a cabeçada que acabou com a carreira de Zidane.

Ler mais

O sumiço das bandeiras

Outro dia ouvi na TV um jornalista (pelo menos acho que era jornalista – realmente não conheço o moço pelo nome) se queixando: “Essa divisão de cotas de ingressos por torcida vai fazer com que consigam matar o futebol”. Entendo a lamúria do colega. Ele, assim como eu, deve ter visto um futebol (e nem faz tanto tempo) onde estádios lotados divididos em duas cores faziam um espetáculo ímpar.

Ler mais

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top