Tag: 2010 (Page 1 of 2)

O flop-marketing corintiano em ação – e ninguém fala nada

Quando as coisas dão resultados no Corinthians – pode ser a compra de um saco de cadarços – e Andres Sanches, mais o seu séquitos de jornalistas puxa-sacos – arrotam caviar durante seis meses.

Ler mais

Outra vítima do Fator Flamengo

O técnico rubro-negro já caiu na Gávea.

Ler mais

Linhas sobre a Copa 2010

Em meio às minhas férias, um momento para uma palavra sobre o desfecho da Copa do Mundo. Johan Cruyff, que por alguma razão foi demonizado no Brasil por dizer várias verdades (com uma certa falta de educação) que a vitória da Espanha era um progresso para o futebol bem jogado contra o estilo “vulgar e duro” de sua Holanda. Concordo plenamente, mas adiciono: foi uma vitória também para o modelo canterano das divisões de base espanholas e alemãs, contra a decadência italiana e a exaustão inglesa.

Ler mais

Um fracasso italiano com quatro anos de atraso

Times que jogam mal são desclassificados e não deixam saudades. A máxima não vale para a Itália, que normalmente é mais perigosa quando chega ao Mundial morrendo do que quando chega em grande fase. No caso da Itália campeã mundial por mais 17 dias, a contramáxima não funcionou e o time deu adeus à Copa externando todas as suas limitações e reentregando ao país o caos que deveria ter se abatido após 2006, em decorrência de Calciopoli.

Ler mais

Copa do Mundo Clicherator Tabajara 2010

A Copa do Mundo ainda não teve nenhuma rodada completa, mas o Copa do Mundo Clicherator Tabajara 2010 está ligado no volume máximo. Jornalistas que acham que futebol fora de seu Estado é futebol internacional estão dando um show de conhecimento e apego á profissão na narração da Copa. Como Ney Paraíba e Antonio Lopes não estão na Copa, é sempre bom usar os clichês de cada seleção que vêm com este maravilhoso produto. Ligue djá e garanta o seu.

Ler mais

A Seleção dos que não vão à Copa

Segue uma seleção de nomes que não vão à Copa. Como ainda há vários outros nomes ilustres de fora, deixei para os amigos leitores cravarem suas sugestões na lista de reservas. Lembrando que nomes de países que não vão à Copa não valem – contundidos sim. mas vamos provilegiar os injustiçados/esquecidos. Detalhe curioso: não me lembro de outra Copa na qual o Brasil tivesse tantos zagueiros bons. Lembro-me de cara de Miranda e Douglas ainda de fora.

PS: esta nota foi publicada no Diário Lance! no dia 13/05

As melhores contratações da temporada, testadas pelo campo

A temporada não acabou mas já dá para ver quem se deu bem e quem não se deu no mercado de contratações. Abaixo, segue um time que eu selecionei com as 11 que eu acho foram as mais interessantes. Contratações que estão indo bem mas custaram os olhos da cara (tipo Ibrahimovic – ainda que se discuta se ele está indo bem mesmo), não entram. De cara, concluí duas coisas: Bordeaux e Inter de Milão parecen ter sido os dois times mais “felizes” no mercado, e o Real Madrid, o mais tosco (isso ainda porque Huntelaar não explodiu no Milan). Que lindo é ver o Real e sua arrogância irem para as cucuias. (clique na imagem para vê-la maior)

Outro equívoco

O Santos finalmente abriu a ferida e vai dimensionar o custo que a era Marcelo teixeira teve para o clube. O time da Vila tem o menor potencial financeiro dos grandes paulistas e gastava na medida oposta. Terá de pagar as contas por isso. E certamente, não faltarão asnos que pedirão a volta do ex-presidente.

A reformulação e plano de transparência no clube são corretos.  A contratação de Dorival Júnior também. O que me parece um engano é achar que Dorival fará um time para lutar pelo título. Todos os times que ele montou até hoje eram flácidos na defesa e não me consta que haja grandes novidades no elenco do Peixe para mudar isso. Neymar e, principalmente Paulo Henrique – para mim, a verdadeira promessa do clube – devem ser a base do futuro, mas convém não achar que 2010 virá com títulos. O prazo médio para um time que volta do rebaixamento recuperar a capacidade anterior é de cinco anos. O Santos, devido à gestão Teixeira, provavelmente tem hoje as finanças combalidas de um time recém-promovido. Por isso, torcedor, sente-se pacientemente e curta a formação de um time jovem e genuíno, algo tão gostoso quanto vencer troféus. Se for para ir à Vila descontar suas frustrações, amarre uma corda na balsa que liga ao Guarujá e tente rebocá-la a nado até a vontade de espernear passar.

Page 1 of 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top