A Colômbia do professor Pekerman, estágio 2 (parte II).

Voltando oito anos atrás, José Pekerman comandou a seleção albiceleste no Mundial de 2006 na Alemanha, o primeiro disputado pelo então jovem Lionel Messi, ainda coadjuvante no Barcelona. A Colômbia da copa 2014 foi bastante similar a Argentina de Pekerman com uma flutuação que permitia o time se desenhar em 3-5-2 e 4-4-2. Continue lendo “A Colômbia do professor Pekerman, estágio 2 (parte II).”

Alexandre Kazuo é blogueiro de futebol há mais de 10 anos. Ex-colaborador do Trivela (2006-2010) e ex-blogueiro do ESPN FC Brasil (Lyon). É mestre em filosofia contemporânea e também procura por cultura pop, punk/rock/metal.
Twitter – @Immortal_Kazuo

A Colômbia do professor Pekerman, estágio 2 (parte I).

Brasil e Colômbia se enfrentaram na última sexta-feira num amistoso ruim realizado em solo norte-americano, que terminou na vitória brasileira pelo placar mínimo. A partida foi de fato um jogo de exibição, onde o intuito parecia afirmar um fair play entre os agora capitães, Neymar e Zuñiga, lembrando que o primeiro foi gravemente lesionado pelo colombiano. A lesão se deu no Brasil 2×1 Colômbia pelas quartas de final do Mundial realizado há quase três meses e tirou Neymar da semifinal. Continue lendo “A Colômbia do professor Pekerman, estágio 2 (parte I).”

Alexandre Kazuo é blogueiro de futebol há mais de 10 anos. Ex-colaborador do Trivela (2006-2010) e ex-blogueiro do ESPN FC Brasil (Lyon). É mestre em filosofia contemporânea e também procura por cultura pop, punk/rock/metal.
Twitter – @Immortal_Kazuo

United só funciona se vender jogadores

Ao avaliar as contas do Manchester United, uma consultoria financeira inglesa concluiu o que todo torcedor do clube temia: para fechar, as contas do clube têm de passar pelo caminho da venda de jogadores. Continue lendo “United só funciona se vender jogadores”

Ganha mais, vende e ainda assim, perde dinheiro

Hoje saiu o balanço do Milan no qual se revela um prejuízo de cerca de €10 milhões, já computada a venda de Kaká e Gourcuff. Isso, somado ao fato do faturamento do clube ter crescido quase 40% em relação ao resultado anterior é uma surpresa. Se o clube fica no prejuízo quando recebe €80 milhões em vendas de jogadores e aumenta quase metade do faturamento, significa que o gerenciamento financeiro do clube vinha sendo por algum ex-diretor do Flamengo ou por um Eurico Miranda.
Nos últimos cinco anos, a Inter gastou cerca de €260 milhões em contratações, contra €150 do Milan. As cifras não são tão diferentes assim, A diferença está no fato de que o primeiro buscou Ricardo Oliveira, Gilardino, Grimi, Emerson e Tabaré Viudez, a Inter foi atrás de Ibrahimovic, Milito, Sneijder e Maicon (que custou a bagatela de €7 milhões). Como em 99% dos clubes, as desgraças são feitas com a caneta muito mais do que com a bola.

Chelsea bate recorde de folha salarial

O sucesso colhido pelo Chelsea nos últimos cinco anos apresenta seu custo. Nesta temporada, os “Blues” devem gastar nada menos que R$385 milhões somente com salários e premiações dos jogadores de seu elenco. Continue lendo “Chelsea bate recorde de folha salarial”

Everton é trava no “Plano Rooney” do Real Madrid

Uma despesa de cerca de R$400 milhões pode não ser suficiente para que o Real Madrid leve a cabo mais um de seus planos megalômanos: tirar Wayne Rooney do Manchester United. O presidente do Real, Florentino Pérez, escolheu o atacante inglês como a “aposta” para seu clube na temporada que vem. Continue lendo “Everton é trava no “Plano Rooney” do Real Madrid”

Curtas – II

O crescendo do futebol turco não deve diminuir nos próximos anos. O canal de TV a cabo Digiturk fechou um contrato de cerca de US$380 milhões ao ano até o fim da liga de 2015. Os times turcos têm subido na escala de poder de compra e o mercado deve ficar cada vez mais fortes. É possível que a Turquia chegue a 2020 mordendo ligas tradicionalmente maiores como França e Portugal.