Just Push Play: Therion “Temple of New Jerusalem”

31438004745_ce19901baf_b

O sueco Therion liberou a canção “Temple of New Jerusalem” pouco antes do fim de 2017. A faixa estará em “Beloved Antichrist”, novo álbum de inéditas, que sairá oficialmente no dia 02 de fevereiro, via Nuclear Blast Records no mercado internacional e possivelmente no Brasil.

O release e o que tem sido divulgado sobre o registro revela algo minimamente enigmático, uma vez que o líder da banda Christofer Johnsson (guitarra), trabalha no enredo já a alguns anos. O álbum será conceitual baseado na obra russa “The Story of Anti-Christ” (ou história do anti-cristo), originalmente publicada em 1900.

O livro é obscuríssimo e seu autor, Vladimir Sergeyevich Solovyov (1853 – 1900) é descrito enquanto “místico” e também filósofo russo. Este Vladimir Solovyov não deve ser confundido com o jornalista homônimo russo, ainda vivo.

Ouça “Temple of New Jerusalem”

Segundo restritas descrições confiáveis (nenhuma em português brasileiro) o Vladimir Solovyov em questão era próximo do famoso escritor Fior Dostoievski (1821 – 1881), autor de clássicos da literatura universal como “O Jogador” ou “Crime e Castigo”.

Solovyov se interessava pela cisão entre a igreja Ortodoxa e a igreja Católica Romana e teria estudado na Universidade de Moscou, sob tutoria do intelectual ucraniano Pamfil Yurkevich. O escritor teria refletido sobre uma crítica ao sistema filosófico do grego Aristóteles (séc. IV a.C) e crítica ao positivismo francês (séc. XIX),  seguindo linha de pensamento fundamentada na obra de Platão.

Voltando ao Therion “Beloved Antichrist” será o primeiro full lenght da banda desde “Sitra Ahra”, lançado em 2010 e que marcou o retorno da banda à cena europeia. De lá para cá o conjunto lançou o álbum de regravações de canções populares francesas “Les Fleurs Du Mal” (2012) e o ep “Les Épaves” (2016).

O Therion é cultuado na América do Sul, tendo realizado turnês expressivas pela América Latina, incluindo-se Brasil onde seus álbuns são lançados de forma oficial desde o fim dos anos 1990. A banda está entre as mais preponderantes na fusão entre metal e arranjos orquestrais, algo que se popularizou também nos anos 90.

Sua trajetória é sinuosa, sendo a banda oriunda da cena death metal da Suécia, eclodida no fim dos anos 1980. Christofer Johnsson sempre afirmou ter sido influenciado pelo suíço Celtic Frost e o Therion é contemporâneo de outros nomes suecos extremos como Nihilist, Hypocrisy, Dissection, Dismember e Entombed.

Capa de 'Beloved Antichrist"

Capa de ‘Beloved Antichrist”

O death metal de início foi abandonado com o decorrer da carreira, com a face sinfônica de fato se estabelecendo a partir de “Theli” (1996), algo que passou a incluir nos staffs do conjunto a utilização de orquestras completas, tenores e sopranos. Um apogeu no mainstream metal europeu foi obtido no decorrer da década passada.

O tracklist de “Beloved Antichrist” descreve mais de 30 faixas divididas em três atos, algo que deve incluir monólogos, vinhetas e interlúdios. A trama tem 27 personagens e o registro físico se dará em cd triplo.

Imagem de Christofer Johnsson: Flickr

Deixe seu comentário