Just Push Play: Satyricon “Deep Calleth Upon Deep”

satyricon_by_kleopatra666-d2yngkz

Apesar do nome vinculado a literatura latina, o Satyricon é norueguês, representando o black metal da Noruega surgido na primeira metade dos anos 1990. A banda é na essência um duo formado por Sigurd “Satyr” Wongraven e Kjetil “Frost”, que liberou a pouco o áudio de “Deep Calleth Upon Deep”.

A canção é a faixa-título do novo registro do Satyricon o qual será lançado oficialmente no próximo dia 22 de setembro. O registro sai no mercado internacional via gravadora Napalm Records. “Deep Calleth Upon Deep” será o sucessor de “Satyricon”, lançado em 2013.

O vindouro registro surgirá sob circunstâncias incomuns, uma vez que Satyr (voz/guitarra/baixo) foi diagnosticado com um tumor cerebral em 2015, problema até o presente momento controlado, permitindo o músico conviver com a enfermidade. Satyr afirmou que encara com naturalidade o fato de “Deep Calleth…” carregar consigo a possibilidade de ser o último álbum de sua vida.

A capa do registro trará uma ilustração do pintor norueguês Edvard Munch (1863 -1944 autor da célebre tela “O Grito”), a qual retrata em preto e branco minimalista um sujeito encarando de forma serena ou mesmo dançando com uma caveira, a representar a morte.

“Satyricon” é o título da comédia do escritor romano Petrônio, que teria vivido entre os anos 27 e 66 d.C. Há suspeitas sobre a veracidade de sua identidade, que segundo consta poderia ser até mesmo um pseudo nome. A banda Satyricon por sua vez, surgiu minutos depois das confusões protagonizadas por membros do inner circle da cena black metal da Noruega.

Quando “Dark Medieval Times” (1994), debut do Satyricon saiu, Varg Vikernes (líder do Burzum) já havia sido sentenciado em 1993, pelo assassinato de “Euronymous” Aarseth, então integrante do Mayhem. Naquela época incêndios a igrejas e outros homicídios/tentativas de homicídios eram creditados a integrantes de Emperor, Immortal e Mayhem. Alguns acusados foram julgados (culminando em mais sentenciados), outros ainda são relacionados a alguns fatos, por meio de rumores.

satyricondeepcallethcd

Musicalmente o Satyricon atual é bem diferente do período inicial, obviamente atrelado à uma anti-estética agressiva com letras expressando paganismo e sentimentos anti-cristãos em seu passado. É preciso lembrar sempre que a dominação católica ocorreu de maneira forçosa em território norueguês, entre os séculos X e XI. Ali o paganismo é algo cultural.

Na virada dos anos 1990 para os anos 2000, o Satyricon obteve receptividade no mercado norte-americano e em domínios europeus para além do underground. O conjunto obteve vínculos com a Nuclear Blast, depois com a outrora enorme multinacional Capitol Records, além da Roadrunner Records.

“Deep Caleth Upon Death” representa ainda uma nova parceria entre o Satyricon e o renomado produtor/engenheiro de som canadense Mike Fraser (Metallica, David Coverdale, Van Halen). Fraser havia trabalhado com a banda em “Now, Diabolical”, lançado em 2006.

Imagem de Satyr e Frost: divulgação