Just Push Play: Threshold “Lost in Translation”

Threshold-new-band-pic

O britânico Threshold liberou um lyric video com o áudio de “Lost in Translation”, canção que integrará o novo álbum “Legends of the Shires”. O registro sai no mercado internacional via Nuclear Blast Records, no dia 08 de setembro.

A banda está promovendo o retorno de seu vocalista Glynn Morgan, que por sua vez substitui o vocalista original Damian Wilson. Morgan e Wilson se alternaram no posto durante algumas vezes no decorrer da carreira do Threshold, iniciada com o debut “Wounded Land” de 1993. Wilson era o frontman na ocasião.

Morgan o substituiu no registro seguinte “Psychedelicatenssen” de 1994, mantendo-se até o álbum de estúdio seguinte “Extinct Instinct” (1997), gravado com Wilson novamente nos vocais. Após este registro Wilson sairia novamente para a entrada de Andrew McDermott, vocalista com quem o Threshold obteve oportunidade com a gravadora Inside Out, especializada em progressive metal e neo progressive.

O Threshold é capitaneado pela dupla Richard West (teclados) e Karl Groom (guitarra). O surgimento da banda no começo dos anos 90, coincide com a aceitação mercadológica dos álbuns do norte-americano Queensrÿche, conjunto que trafegava entre progressivo, metal tradicional e AOR (dito “album-oriented rock” ou discos lançados por bandas progressivas, valendo-se de formatação mais próxima do rock convencional).

Ouça Lost in Translation

Na época em que o Threshold apareceu na Inglaterra evocando influências do também britânico Yes, o novaiorquino Dream Theater havia obtido vínculo com a ATCO, então distribuída pela Atlantic Records. Ao passo que o Queensrÿche se obscureceu, o Dream Theater tomou pra si a fatia do mercado musical mantida pelo público de progressivo, tornando-se um gigante do mainstream metal.

thresholdlegendscd

Com o tipo de sonoridade facilmente aceito pelo público europeu, outros conjuntos similares eclodiram buscando espaço, tais quais Artension (americano) do virtuoso tecladista Vitalij Kuprij, Heaven’s Gate (alemão), Conception (norueguês), Royal Hunt (dinamarquês), Labyrinth (italiano) ou Angra (brasileiro) em sua formação original. O Threshold era mais um dentre estes ascendentes, possivelmente aquele que mantinha maior conhecimento de causa, por vir da terra que pariu Uriah Heep, Pink Floyd e o citado Yes, mestres do rock progressivo mundial.

A fase atual do Threshold amparado pela gravadora alemã Nuclear Blast se iniciou em 2007 ainda com Andrew McDermott, no álbum “Dead Reckoning”. O vocalista porém saiu durante a campanha de divulgação, propiciando oportunidade de retorno de Damian Wilson. Em 2011 Andrew McDermott faleceu, vítima de insuficiência renal.

“Legends of the Shires” será o sucessor de “For the Journey” (2014), segundo e último dos dois registros gravados pelo Threshold com Damian Wilson, após seu retorno em 2007.

Foto: divulgação