Europa League: Lyon 4×2 Roma – o duelo tático

17190619_1434406596626562_159691137039945580_n

Na última quinta-feira o Lyon impôs uma grande vitória por 4×2 sobre a italiana Roma, em partida de ida válida pelas oitavas de final da Europa League. O confronto aconteceu nos domínios lioneses do Parc Olympique Lyonnais em Lyon, na França.

A partida apresentou bom espetáculo e seu resultado obriga a equipe giallorossi a buscar vitória por dois gols de diferença, na partida de volta que acontecerá no Estádio Olímpico (Roma/Itália).

Lyon

O time do treinador Bruno Génésio teve alinhamento inicial com Lopes, Rafael, Mammana, Diakhaby e Morel. Gonalons, Tolisso e Tousart. Ghezzal, Lacazette e Valbuena.

O módulo tático a princípio era o 4-2-3-1, com variação possível para o 4-3-3. O meia Mathieu Valbuena pode ser o meia centralizado dos 3 em 4-2-3-1, ou um atacante aberto pela esquerda num 4-3-3. Génésio ainda optou por zagueiros jovens e rápidos (Diakhaby/Mammana), posicionando a linha defensiva adiantada.

O Lyon sofreu pressão da Roma nos primeiros minutos até Diakhaby abrir o placar, aproveitando cobrança de falta de Valbuena aos 8 min. O zagueiro porém cometeu a falha que originou o gol de empate romanista anotado por Salah, aos 20 min. A virada parcial da Roma surgiu aos 33 min, com Fazio aproveitando lance de escanteio.

A defesa adiantada de Génésio vinha sofrendo com a velocidade de Mohamed Salah. Na segunda etapa o treinador foi obrigado a substituir o brasileiro Rafael Silva por lesão, dando lugar ao veterano Jallet. A presença do veterano mais o gol de Tolisso no segundo minuto da segunda etapa, recolocaram o Lyon na partida.

Génésio trocou o defensor Mammana pelo atacante Fekir aos 71 min, estabilizando o sistema defensivo que então determinava o desenho tático em 3-4-3. A zaga tinha (Jallet) Diakhaby/Gonalons(Diakhaby)/Morel com uma alternância entre Gonalons e Jallet, que por sua vez, dava opção de avançar pela direita.

O problema criado pela Roma à defesa lionesa foi solucionado, e a vitória ampla com os gols de Fekir e Lacazette não demandou muito esforço, uma vez que o ataque estava funcionando. O time criou 23 ocasiões de gol (6 a mais que o adversário), sendo que 11 finalizações foram em gol. 4 destas 11 finalizações se converteram.

Somando-se os 11 gols impostos pelo Lyon no holandês AZ nas duas partidas da fase 16-avos de final, a equipe francesa acumula 15 gols em três partidas da Europa League.

Roma

Tentando reverter um quadro ruim de duas derrotas consecutivas (Coppa Itália/Série A), o treinador Luciano Spalletti mandou a campo a Roma com Alisson, Manolas, Fazio e Juan. Strootman, De Rossi, Emerson e Bruno Peres. Nainggolan, Dzeko e Salah. A formação tipicamente italiana se desenhava numa variação do 3-5-2, para o 3-4-3.

Com a recuperação física plena do meia holandês Kevin Strootman, Spalletti tem utilizado o destaque belga Radja Nainggolan pelo lado do campo. Nainggolan se destacou nos últimos anos como um segundo volante, atuando por dentro tanto pela Roma quanto pela seleção da Bélgica.

Os dois gols romanistas não surgiram em jogadas criadas. O primeiro foi oriundo do erro do zagueiro adversário e o segundo em lance de bola parada. A proposta de Spalletti parecia ser a de fechar-se na defesa e sair em contra-ataques.

Mais além a Roma soube aproveitar a linha defensiva adiantada do Lyon, provavelmente antevendo a possibilidade de deixar Edin Dzeko em impedimento. A movimentação ofensiva giallorossi foi eficiente ao passo que Dzeko passou a postar-se aberto pelos lados/saindo da área , assim deixando o veloz Salah como referência.

Os romanistas ostentaram 47% de posse de bola, tendo criado 17 ocasiões de gols (9 foram em gol, 2 a menos que o adversário). Todos os dados segundo levantamento oficial da UEFA. O momento da Roma é ruim, mas seu elenco tem peças de qualidade que podem proporcionar algo melhor.

O Lyon volta a campo no domingo, recebendo o Toulouse pela Ligue 1, assim como a Roma que visitará o Palermo, pela Série A. Roma e Lyon se enfrentam na partida de volta das oitavas de final da Europa League, na próxima quinta-feira.

Imagem de Tolisso comemorando o gol de empate do Lyon: fanpage oficial da UEFA no Facebook.