Europa League – 16-avos de final: Man. United 3×0 St. Étienne – o duelo tático

3500

Na última quinta-feira o inglês Manchester United recebeu o francês Saint Étienne em Old Trafford (Manchester/Inglaterra). O embate de ida valeu pela fase de 16-avos de final da Europa League, com os red devils conseguindo obter vitória tranquila dentro dos seus domínios.

A diferença técnica era sabidamente drástica. Na partida de volta a acontecer na França já na próxima quarta-feira, o St. Étienne necessitará de vitória mínima por 3×0, para levar a partida para a prorrogação.

Uma atração inusitada do confronto foi o duelo entre os irmãos Paul Pogba meio-campista do United e Florentin Pogba, defensor do time francês.

Manchester United

O técnico José Mourinho mandou a campo alinhamento inicial com Romero, Valencia, Bailly, Smalling e Blind. Fellaini, Herrera, Pogba, Mata e Martial. Ibrahimović. O módulo tático possibilitou variações em 4-3-3, 3-4-3 e 4-2-3-1, dependendo das circunstâncias.

Zlatan Ibrahimović abriu o placar com apenas 15 min, em cobrança de falta caracterizada por desatenção total de ataque do United e defesa adversária. O atacante sueco cobrou, pouco antes da grande área do St. Étienne, e a bola rasteira passou por debaixo da barreira.

O goleiro adversário saltou para o lado oposto ao passo que nem seus defensores, nem os atacantes do United, conseguiram perceber qual trajetória a bola tomou. A partida seguiu equilibrada até adentrar a segunda etapa. Marcus Rashford entrou aos 70 min, no lugar de Juan Mata.

Cinco minutos depois Rashford aberto pela esquerda, invadiu a área adversária e cruzou para Ibrahimović, mais uma vez, marcar e ampliar para 2×0. O terceiro gol surgiu 88 min, após Ibrah sofrer pênalti que ele mesmo cobrou.

O United dominou obtendo 61% de posse de bola. A equipe de Mourinho criou 18 ocasiões de gol, das quais 9 foram em gol e 3 se converteram em tentos. Oriundo do disputado grupo A na primeira fase, o United que se classificou em 2º. lugar, agora contabiliza 5 vitórias (e 2 derrotas) em 7 partidas no torneio.

O time inglês foi o recordista de gols em seu grupo A (12 tentos) e agora acumula 15 gols marcados na competição. Ibrahimović é o artilheiro do time na EL com 5 gols.

St. Étienne

O técnico Christophe Galtier mandou a campo alinhamento inicial com Ruffier, Malcuit, Theophile-Catherine e Florentin Pogba. Jorginho, Veretout, Pajot e Monnet-Paquet. Saviet e Hamouma. O módulo tático era um 4-4-2 convencional.

Goleiro Ruffier bloqueia Juan Mata. (Oli Scarff/Getty)

Goleiro Ruffier bloqueia Juan Mata. (Oli Scarff/Getty)

A estratégia da equipe francesa era defender-se e sair em contra-ataques, caso estes fossem possíveis. O treinador Galtier havia afirmado na coletiva pré-jogo, na véspera, que o intento era tentar sair de Old Trafford com um empate. Seu plano acabou por não se concretizar.

Os franceses foram plenamente dominados (39% do total de posse de bola), mas criaram 14 ocasiões de gol, das quais 5 de fato foram em gol (todos os dados segundo o Guardian). Os números não foram ruins.

Oriundo do grupo C na primeira fase, o St. Étienne sofreu sua primeira derrota no torneio. A equipe realizou campanha excelente na fase de grupos, se classificando invicta em primeiro lugar. Obteve três vitórias e três empates.

Próximos compromissos

As duas equipes retornam a campo neste domingo. O St. Étienne visitará o Montpellier pela Ligue 1 francesa. Já o Manchester United visitará o Blackburn Roovers pela quinta rodada da FA Cup inglesa.

A partida de volta entre St. Étienne e United pela 16-avos de final da EL, acontecerá na quarta-feira 22/02.

Imagem de Ibrahimović no lance do terceiro gol: Martin Rickett/PA