Enquanto a data FIFA de jogos de seleções prossegue, a imprensa inglesa repercute notas acerca da situação de alguns atletas do plantel do Manchester United. Nos últimos dias, informações fatuais e rumores de transferências envolvendo os nomes de Rooney, Smalling e Mkhitaryan, foram veiculados.

A situação do capitão Wayne Rooney, nestes dias junto à seleção da Inglaterra em compromisso pelas Eliminatórias europeias, parece bastante clara. No início de novembro o Guardian afirmou que o atacante tem pretensões de cumprir seu contrato até o fim, sendo que o vínculo expira no verão europeu de 2019.

Aos 31 anos, Rooney tem por meta participar do Mundial 2018 pelo English Team, situação que refuta maiores rumores que circundam o atacante, desde o início da presente temporada. Rumores estes coerentes, se levado em consideração a idade útil do camisa 10 do United e da Inglaterra.

Por outro lado Rooney parece bem estabelecido fisicamente, tendo anotado 1 gol e 2 assistências nas duas últimas partidas do United (derrota para o Fenerbahçe/Europa League, vitória sobre o Swansea City/Premier League). O gol de Rooney na derrota por 2×1 diante do Fenerbahçe contabilizou seu tento número 247, com a camisa do United. Está a três de Sir Bobby Charlton, recordista de gols do clube com 250 gols.

Segundo o Guardian havia interesse de clubes da MLS yankee e do futebol da China, no atacante inglês. Isso além do suposto interesse do Everton, em ter novamente o atacante que revelou. Na última quarta-feira 09/11, o agente de Rooney, Paul Stretford afirmou que uma proposta do chinês Beijing Guoan foi formalmente recusada.

O clube asiático estava disposto a oferecer um vistoso vencimento de 300 mil Euros semanais, por três anos de contrato. O Beijing Guoan vislumbrava ter Rooney em janeiro, com a abertura da janela de transferências europeias de inverno.

Os “renegados”

O armênio Henrikh Mkhitaryan negou frontalmente estar disposto a se transferir. O meia é reforço para a atual temporada, tendo custado cerca de 26 milhões de Euros. Mkhitaryan ainda não conseguiu obter boa sequência, sofrendo com a adaptação ao futebol inglês e a convivência com um elenco dotado de jogadores similares, passiveis de atuarem em sua posição.

Segundo o Guardian, o ex-meia do alemão Borussia Dortmund é um dos jogadores cobrados diretamente pelo treinador José Mourinho nos vestiários, algo que acontece com alguns outros nomes, tais quais Chris Smalling e Luke Shaw. O armênio reconheceu a má fase quando questionado por jornalistas, mas disse-se motivado a buscar seu espaço.

Na última sexta-feira, o Guardian reportou um informe do staff do Manchester United, negando que o zagueiro Chris Smalling seria desfalque por um mês, devido uma fratura no dedão de um dos pés. O defensor solicitou a José Mourinho para não ser relacionado na partida contra o Swansea City, há uma semana.

A situação resultou em críticas públicas do treinador, nominalmente endereçadas ao zagueiro e ao lateral Luke Shaw, que também se disse inapto para atuar contra o Swansea. A imprensa inglesa deve reportar mais rumores sobre uma suposta saída de Smalling, até que o defensor volte a atuar.

Mesut Özil?

Ainda segundo o Guardian, a demora na renovação contratual entre o Arsenal e o meia alemão Mesut Özil, leva a pressupor uma aproximação entre o jogador tetracampeão mundial, e seu ex-treinador José Mourinho. Cogita-se um interesse do United em Özil, que vive bom momento no clube londrino.

Özil em treino do Arsenal (S. MacFarlane/Getty)

Özil em treino do Arsenal (S. MacFarlane/Getty)

É preciso lembrar que Özil integrou o plantel do Real Madrid, durante todo o período em que Mourinho comandou o clube merengue. O alemão chegou a Chamartín (Madrid/Espanha) no verão de 2010, após ser destaque pela Alemanha na copa da África do Sul.

Özil deixou o clube merengue no verão de 2013, pouco depois da demissão de Mourinho. O Arsenal dispendeu cerca de 50 milhões de Euros pelo futebol do meio-campista. O Guardian ressalta que Mourinho gostaria de se reunir com seu antigo comandado

Imagem de Mkhitaryan: Matthew Petters/Getty