Atlético de Madrid: extensão contratual para Torres.

1467634749_659894_1467635023_noticia_normal_recorte1

O mercado de transferências de atletas no futebol europeu se vê em marcha lenta, uma vez que a maioria dos negócios deverá se intensificar agora com o fim da EURO 2016. Longe dos holofotes do torneio de seleções europeias, o espanhol Atlético de Madrid anunciou a renovação do vínculo de seu ídolo e atacante Fernando Torres.

O anúncio foi feito oficialmente pelo clube e pelo atleta via veículos oficiais na internet na última segunda-feira 04/07. Torres estava emprestado pelo italiano Milan, sob um contrato assinado com o clube rossonero há duas temporadas atrás. O vínculo se encerrou no último dia 30 de junho.

A extensão da permanência de Torres em Madrid, se dará por mais uma temporada. O atacante atualmente com 32 anos, previsivelmente expressou a satisfação em prosseguir no clube que o revelou. No início do primeiro semestre de 2016 pairavam dúvidas sobre seu prosseguimento no Atleti. Na Espanha mesmo especulava-se até uma transferência para o futebol norte-americano.

Seu bom rendimento na reta final da última temporada, acabou por convencer o treinador Diego Simeone e direção colchonera, de que a permanência de “el niño” poderia se efetivar. A saída do atacante colombiano Jackson Martínez em fevereiro último, também contribuiu para tal.

Os números de “el niño” foram convincentes, apontado 44 partidas disputadas e 12 gols anotados, na última temporada 2015/2016. Torres foi titular absoluto dos rojiblancos na segunda parte da temporada, a qual culminou com o vice-campeonato da Champions League.

O ciclo de Torres na seleção espanhola parece encerrado, mas “el niño” poderia ter integrado o elenco espanhol, eliminado nas oitavas de final da EURO 2016, pela seleção da Itália. Uma das críticas endereçadas ao agora ex-treinador da “fúria”, Vicente Del Bosque, foi em relação às opções para o ataque por ele levadas para a França

Rumo à pré-temporada.

No último dia 14/06, o treinador Diego Simeone postou uma imagem via redes sociais oficiais, na qual se via junto aos dirigentes rojiblancos Miguel Angel Gil e Andrea Berta, em Buenos Aires (Argentina). Os três pareciam já trabalhar no planejamento da pré-temporada 2016/2017.

Simeone, Berta e Gil em Buenos Aires no último dia 14 de junho.

Simeone, Berta e Gil em Buenos Aires no último dia 14 de junho.

O intento de “cholo” Simeone foi cessar em definitivo, os falsos rumores de que ele deixaria o clube. As especulações começaram após a coletiva em Milão (Itália), ocorrida depois da derrota para o Real Madrid na final da CL em maio. No calor da derrota Simeone expressou que talvez fosse hora de “parar para pensar”. O prazo do atual vínculo contratual de Simeone com o Atleti, vai até 2020.

Nove dias depois da citada foto, o periódico espanhol El País confirmou uma extensão contratual do atacante francês Antoine Griezmann, destaque da França e artilheiro da atual edição da EURO. Griezmann segue no Atlético até 2021, com um vínculo renovado que inclui uma cláusula rescisória de 100 milhões de Euros.

O ato da diretoria colchonera se deu em nome do assédio ao atacante de 25 anos, proporcionado pelo francês Paris Saint-Germain e pelo britânico Manchester United. De forma oficial o diretor esportivo colchonero e ex-atacante José Luis Caminero, ressaltou que Griezmann é um jogador “querido e valorizado por treinador, companheiros e torcida”.

Caminero ainda disse que o Atleti “aposta em seus atletas chave e que Antoine é um deles”. Griezmann foi o principal jogador do clube na última temporada, tendo disputado 54 partidas e anotado 44 gols.

Fora as renovações até agora o Atlético formalizou as vindas do meia-atacante argentino Nico Gaitán, e do lateral-direito croata Sime Vrsaljko. Gaitán agora ex-Benfica (Portugal), custou cerca de 25 milhões de Euros. Já Vrsaljko (24 anos) pertencia ao italiano Sassuolo.

Imagem de Torres: AP