Galatasaray: suspenso de competições europeias.

1456943767_116084_1456943993_noticia_normal_recorte1

O clube turco Galatasaray está suspenso das competições europeias (Europa League/Champions League), por uma temporada. A punição foi determinada pela UEFA nesta quinta-feira em virtude de irregularidades constatadas nas finanças, do tradicional time da Turquia.

Segundo o periódico espanhol El País, o Galatasaray feriu as atuais regras vigentes que determinam o fair play financeiro. O clube lida com dividas elevadas e a confirmação foi feita pelo presidente da equipe turca Esref Alaçayir, à agencia de notícias da Turquia, Anadolu.

Boa parte das dívidas do time sediado na capital Istambul, decorrem das contratações de atletas em fim de carreira, realizadas pelo clube nas últimas temporadas. O plantel atual por exemplo, ostenta o meia holandês Wesley Sneijder (31 anos, ex-Internazionale), e esta prática geralmente condiz com o pagamento de salários altos.

Por não ser um dos principais centros do futebol europeu, muitos atletas de clubes mais ricos da Europa aceitam propostas do futebol turco, ao se aproximarem ou completarem 30 anos. O Galatasaray não é o único a fazê-lo na Turquia, onde os dirigentes agem de forma extremamente passional. Os altos salários implicaram num montante devedor que o clube não conseguiu saldar.

Quanto maior o nome do jogador, maior a dívida.

Nas últimas temporadas o Galatasaray contratou nomes como Didier Drogba (ex-Chelsea), Emmanuel Eboué (ex-Arsenal) e o turco-germânico Hamit Altintop. O principal reforço para a atual temporada, é o atacante alemão tetracampeão, Lukas Podolski (ex-FC Bayern, Arsenal e Internazionale). Além dos salários elevados, os jogadores exigem luvas e premiações, o que expande os valores a serem pagos.

A prática da aquisição dos atletas em fim de carreira garantiu a conquista de três Super Lïg turcas e duas Copas da Turquia, em quatro temporadas. Por outro lado, os resultados nas competições europeias foram nulos, ainda que o Galatasaray tenha sido visto avançando o mata-mata da CL, nas últimas edições.

O El País estima que a dívida atual do Galatasaray estaria na casa dos 164 milhões de Euros, referentes às últimas três temporadas. O fair play financeiro imposto pela UEFA visa entre outros objetivos, obrigar os clubes a gastarem menos do que arrecadam. O saldo devedor mínimo para um time europeu poder adentrar a Champions League, é algo em torno de 14 milhões de Euros.

O caso do Galatasaray estava sendo analisado pela UEFA desde o último mês de janeiro. A suspensão inicial era de dois anos, mas o clube conseguiu reduzi-la para um ano, a partir do início da temporada 2016/2017. Em contraparte a suspensão pode ser expandida para dois anos, caso o clube termine a atual temporada com um saldo devedor superior a 10 milhões de Euros.

Recentemente a equipe vendeu às pressas o ídolo e atacante Burak Yilmaz para o chinês Beijing Guoan, pela modesta cifra de 8 milhões de Euros. Por outro lado, cabe ainda ao Galatasaray recorrer ao Tribunal de Arbitragem Desportiva (TAD ou Tribunal Arbitral do Esporte para nós brasileiros).

Em meio ao panorama, o El País ainda ressaltou que as ações do clube na Bolsa de Istambul, desvalorizaram cerca de 86%, deflagrando um prejuízo considerável aos seus investidores.

Em campo

O Galatasaray é o atual quinto colocado da Super Lïg, 16 pontos atrás do rival e líder Fenerbhaçe. As outras três colocações se veem ocupadas pelo também tradicional Besiktas, além dos pouco conhecidos Torku Konyaspor e Medipol Basaksehir.

A quinta colocação do Galatasaray se dá em critério de desempate, uma vez que o time tem o mesmo número de pontos que o modesto Akhisar. Akhisar e Galatasaray ainda se enfrentarão nas quartas de final da Copa da Turquia. Na atual edição da CL, o clube terminou a fase de grupos como terceiro do grupo C, o que garantiu avanço a Europa League.

Uma vez dentro da EL, o Galatasaray foi eliminado pela italiana Lazio, que avançou a segunda rodada classificando-se para as oitavas de final. O Galatasaray garante vaga para Europa League 2016/2017, caso termine a Super Lïg em quarto lugar. Porém estará proibido de participar da competição.

Na última terça-feira o clube demitiu o treinador Mustafa Denizli. O time está sendo dirigido interinamente por Orhan Atik, outrora responsável pelas categorias de base do clube. Atik é o quarto treinador a dirigir o time na atual edição da Super Lïg.

Imagem do time titular do Galatasaray na última partida contra a Lazio, pela Europa League: A. Pizzolli – AFP