Torneio Internacional feminino: Brasil campeão.

20151220222140_2

22 gols em quatro partidas. Esse foi o total de tentos anotados pela seleção brasileira feminina de futebol no Torneio Internacional, realizado em Natal (RN) e encerrado no último domingo. A seleção feminina venceu o Canadá por 3×1, na final jogada na Arena das Dunas.

Foi a sexta conquista do torneio amistoso obtida pelo Brasil feminino. O time de Oswaldo “Vadão” Avarez jogou contra Trinidad & Tobago, México e o próprio Canadá, em competição onde todos os times jogaram contra todos. Os que obtiveram mais vitórias ostentaram maior pontuação, disputando assim a final.

Contra Trinidad o Brasil impôs uma vitória por 11×0, com cinco gols de Marta. Contra o México foram mais 6×0 e contra o Canadá antes da final, vitória por 2×1. O empate bastava para o Brasil ficar com o título no último domingo, mas as brasileiras venceram de virada por 3×1. Andressa Alves e a zagueira Mônica (2 gols), fizeram os tentos brasileiros.

Num todo, a equipe promoveu o retorno da meia-atacante Debinha, que esteve lesionada no primeiro semestre. Debinha não disputou nem o Mundial no último mês de junho, nem os jogos Pan Americanos em julho, lembrando que o Brasil obteve a medalha de ouro pan-americana da modalidade.

Em contraparte, o Paris Saint-Germain feminino não liberou a zagueira/volante Érika, nem a veterana atacante Cristiane, devido aos últimos compromissos da Ligue 1 feminina, antes do recesso de fim de ano. As duas muito provavelmente estarão integrando o grupo de disputará as Olimpíadas 2016 no Rio de Janeiro (RJ).

O torneio deixou ressaltar um nível físico/técnico acima do esperado, resultado pleno da proposta de seleção permanente da qual se vale a CBF, desde o início de 2015. Vale lembrar que as atletas que não jogam no exterior, estão sendo mantidas permanentemente sob contrato com a entidade. A previsão era de que este ciclo englobasse os já disputados Mundial e Pan, e a próxima Olimpíada.

Lesionada na semifinal do Pan Americano, a zagueira Mônica acabou por não jogar a final contra a Colômbia, posteriormente perdendo espaço para Érika, em amistosos disputados neste segundo semestre. Mônica voltou ao time titular neste Torneio Internacional e anotou os dois últimos gols, na final contra o Canadá.

Mônica foi o grande destaque da competição e está deixando o Flamengo feminino para se transferir para o norte-americano Orlando Pride. Mais além, Marta chegou à marca de 100 gols anotados com a camisa da seleção, na partida contra o México. A meia-atacante superou os números de Pelé.

Imagem de Mônica na decisão do Torneio Internacional: Rafael Ribeiro – CBF.