O líder da Premier League não é o atual campeão Chelsea, nem o milionário Manchester City, nem os tradicionais Liverpool e Arsenal. O atual líder da liga inglesa, é nada mais nada menos do que o modesto Leicester City (pronuncie “lester”). A equipe da cidade de Leicester ostenta 28 pontos em 13 rodadas, um a mais que o Manchester United.

A equipe deveria seguir o script normal da Premier League e jogar o torneio “para não cair”. A agremiação nunca venceu a primeira divisão inglesa e seu elenco também não dispõe de nenhum grande jogador de renome. Porém, muito do êxito momentâneo é creditado ao veteraníssimo treinador italiano Claudio Ranieri (64 anos).

Ranieri fez bons trabalhos nos anos 1990 na Itália, quando comandou a Fiorentina. Entre 1997 e 2000, trabalhou no futebol espanhol comandando Valencia e Atlético de Madrid. O técnico possui experiência na Premier League, tendo sido o primeiro comandante com quem Roman Abramovich contou, tão logo ele comprou o Chelsea por volta de 2002.

Na realidade Ranieri foi herdado da gestão Ken Bates, dirigente que por sua vez vendeu o clube à Abramovich. Na Itália, Ranieri é chamado de “normalizador” e nos últimos anos era requisitado para situações de “apagar incêndios”, em grandes clubes italianos como Roma e Internazionale.

O treinador italiano chegou sem muito alarde ao Leicester no começo da atual temporada, substituindo Nigel Pearson que trouxe o clube de volta a primeira divisão, em 2014. Mesmo enaltecido pela torcida, Pearson foi demitido como consequência dos problemas ocasionados por um vídeo erótico, que retratava seu filho e jogador, junto a outros colegas de time na Tailândia. O filho de Pearson integrava as categorias de base do próprio Leicester.

Elenco modesto.

No que diz respeito ao elenco, o periódico espanhol El Pais ressalta o atacante Jaime Vardy. Já convocado inclusive para a seleção inglesa, Vardy mantém uma média impressionante de 13 gols em 13 partidas. O atacante pode ultrapassar o holandês Ruud Van Nistelrooy, no quesito gols marcados em partidas seguidas, quando atuou pelo Manchester United em 2003.

Na ocasião Van Nistelrooy anotou gols em 10 partidas seguidas. Vardy atuou anteriormente Fletwood Town uma equipe semi-amadora, situação que condicionava o atleta a trabalhar numa fábrica em meio período. Jaime Vardy esteve presente na convocação de Roy Hodgson, no grupo do English Team que disputou a última data FIFA de amistosos, entre 13 e 17 de novembro.

O El País compara Vardy ao argentino Gabriel “Batigol” Batistuta, principal jogador da Fiorentina de Claudio Ranieri, na metade dos anos 1990. Batistuta chegou a anotar gols por 11 partidas consecutivas da violá, na Série A italiana. No aspecto tático, Ranieri ressaltou que busca observar como “o rival se defende, se utilizam o jogo aéreo ou se jogam em velocidade com a bola pelo chão”.

Uma vez configurada a forma o adversário jogar, o Leicester procura pôr em prática uma antítese da forma de se portar do adversário, de maneira calculista. O estilo de Ranieri é bastante defensivo, conforme a tradição do catenaccio italiano e vanguarda tática no decorrer dos anos 90. Se por um lado não é vistoso, por outro é eficiente em torneio de pontos corridos.

Gestão pés no chão.

Na parte econômica, o Leicester se caracteriza de forma drásticamente diferente dos clubes ingleses, sobretudo dos milionários. A cidade de Leicester tem 300 mil habitantes e um dos principais patrocinadores é a King Power, um grupo de investidores sediados na Tailândia. A King Power detém o “naming right” do estádio do time, King Power Stadium. A aposta dos investidores vem desde 2010, mas só agora começa a colher resultados.

Além de Vardy, o Leicester tem como destaque o atacante argelino Riyad Mahrez, de 24 anos. Mahrez atua pelo lado externo direito do ataque, de maneira aguda e insinuante. Foi contratado em 2014 por apenas 500 mil Euros, após ter se destacado na segunda divisão inglesa. Outro destaque da equipe é o goleiro dinamarquês Kasper Schmeichel, titular da seleção de seu país e filho do lendário Peter, arqueiro do Manchester United vitorioso no fim dos anos 1990.

O El País ainda confirma que Ranieri mandou pizzas a todo o elenco, após o time ter obtido o êxito de não levar gols em quatro partidas. O líder Leicester City recebe o poderoso e vice-líder Manchester United neste sábado, pela décima-quarta rodada da Premier League.

No Brasil a Premier League está sendo transmitida pela ESPN e pelo Foxsports.

Imagem de Claudio Ranieri: Macnicol – Getty.