Mês: maio 2013

Neymar rima com titular?

Todos projetam que Neymar tão logo a temporada 2013/2014 se
inicie, seja visto como fácil e certo atacante do Barcelona,
jogando pelo lado esquerdo com desenvoltura e poder de decisão. A
questão é, de onde vem tanto otimismo por parte do torcedor
brasileiro, como diz o editor deste blog, torcedor demasiado…
“pachequista”?

Ler mais

Allegri, ma non troppo

A novela que se arrasta tendo o técnico Massimilano Allegri, o diretor Adriano Galliani e o ex-premiê e todo-poderoso milanista, Silvio Berlusconi, não terminará bem. No pano de fundo rubro-negro que vê um martírio operístico do treinador, o desfecho está definido: Allegri deixa o clube. Talvez isso não aconteça nesta semana (embora tudo indique que sim), mas a tentativa de Galliani de manter Allegri depois de um quase-milagre (classificação para a LC depois de vender os dois principais jogadores do time) é em vão. Freud teria dezenas de observações para fazer em relação à figura paterna castradora de Berlusconi. A luta não é de Allegri para permanecer no posto. Trata-se da enésima tentativa de Adriano Galliani se afirmar com Berlusconi lhe podando a autoridade.

Ler mais

FC Bayern: pentacampeão da CL!

E a final da Champions League 2012/2013 aconteceu. Entre dois clubes alemães, FC Bayern e Borussia Dortmund em pleno solo britânico de Wembley. Final disputada no último sábado 25 de maio que apresentou um futebol cerebral, plenamente alemão e tipicamente europeu.

Ler mais

Enfim, o óbvio

Quase três anos depois de ter recusado uma proposta do Chelsea em um valor altíssimo, mas em pé com as transações do futebol europeu (35 milhões de euros), a saída de Neymar é anunciada de modo mais ou menos oficial (estas linhas estão sendo escritas num momento em que o Santos ainda não aceitou oficialmente a proposta). Ao permanecer três anos a mais no Santos, Neymar certamente ganhou um bom dinheiro (embora menos do que ganharia tendo ido para a Europa) e teve uma vida de popstar. Tirando a Rede Globo, que fez de Neymar o seu principal ‘asset’ nas transmissões do Brasileiro e Seleção, todos os outros envolvidos – Santos, Seleção e a carreira de Neymar – perderam com o negócio. Aplaudir a decisão de renovação do contrato do santista em 2010 é negar que o rei estava nu. E ele jamais esteve de outra forma.

Ler mais

Barcelona tem um dilema, mas ainda é um mar de talento

Vamos imaginar que saia Villa. Vamos pensar também na possibilidade de que deixem o Nou Camp Sanchez, Victor Valdés, Puyol (aposentando-se), Adriano e Abidal. Ainda assim, o Barcelona teria o elenco mais talentoso da Europa. Falar em queda barcelonista agora é obra de profeta do acontecido. O caminho da dominação catalã ainda está todo pavimentado na Europa. Depois de 7 a 0 no passivo, nem é anormal imaginar que o Barcelona fosse contestado, mas seria bom um pouco de razoabilidade.

Ler mais

Wembley alemã – ato II: Neue Regel

“I can hear the chimes
Ringing for you for me
I can see your eyes
Your hands joining with me
I can feel it’s time
It’s time for the world to hear
Neue Regel is here”
(Neue Regel – QUEENSRYCHE)

Ler mais

Wembley alemã – ato I: E agora, José?

“E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
e agora, você?
você que é sem nome,
que zomba dos outros,
você que faz versos,
que ama, protesta?
e agora, José?”
(Carlos Drummond de Andrade)

Ler mais

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top