Aquilani, bom, mas quase prêmio de consolação

Depois de quase dois meses de suspense, o Milan revelou o seu “Mister X” (uma invenção da imprensa italiana para a identidade secreta daquele que seria um reforço de peso dado de “presente” por Silvio Berlusconi), como sendo Alberto Aquilani, romano de 26 anos. A análise da contratação em si só não é possível, porque o Milan não contratou “Mister X”, mas ainda assim, fez um bom negócio – mas não o negócio que prometeu fazer.

Recapitulando: Adriano Galliani e Massimliano Allegri tinham dado do raio x do “Mister X”: nome de peso, jogador de meio-campo, com características mais dinâmicas, que fariam dele um marcador e armador ao mesmo tempo, com preferência a ocupar a faixa esquerda do setor, mas não como externo e sim como mezzalla, o jogador que ocupa a borda do meio-campo a três. Entre os candidatos cujos nomes circulavam na imprensa estavam os de Riccardo Montolivo (destinado ao Arsenal) e Marek Hamsik (Napoli). Aquilani era um dos ouutros 5-10 jogadores como Kaká, Paulo Henrique Ganso, Daniele De Rossi, Kwadwo Asamoah, entre outros. Fàbregas foi sempre um delírio de uma imprensa cada vez mais distante da obrigação de reportar a estória e cada vez mais próxima da determinação em vender jornal. A possibilidade de ver Fàbregas com a camisa do Milan só existia dentro da esfera de manipulação mediática de Berlusconi. Na prática, era impossivel e quase tão ridícula quanto a chance do Corinthians pagar €40 milhões para ter Tévez.

O Milan pagou por Aquilani cerca de €7 milhões, pouco mais de um terço do que o Liverpool desembolsou para tirá-lo da Roma há dois anos, e cerca do equivalente a que Pirlo, antecessor do jogador no clube, deve receber na Juventus nas próximas duas temporadas. Seu salário é equivalente à metade do que Neymar ganha no Santos. Para um jogador de 26 anos e cuja qualidade é inquestionável, trata-se de um negócio excepcional, assim como as contratações de Taiwo e Mexès, mas sem dúvida não faz o Milan ter o salto de qualidade que jurou querer fazer durante todo o verão europeu.

A troca de Aquilani por Pirlo, pura e simplesmente, é uma perda técnica, mas no médio prazo, pode ser vantajosa, dada a diferença de oito anos na idade entre os dois. Por outro lado, para os cofres do clube, a diferença salarial sozinha já paga quase todo o valor gasto na contratação (os impostos sobre os salários beiram os 50%). Aquilanio não é nem será Pirlo, mas no esquema de Allegri, Pirlo não tinha como render o que podia e assim, a troca faz algum sentido. No resumo da ópera, no entanto, o Milan – e o futebol italiano – resignam-se a uma degradação que os distanciam dos grandes times europeus. Não é impossível imaginar o Milan indo longe numa Liga dos Campeões, mas se o fizer, será por determinação, aplicação e tática. Tecnicamente, o elenco milanista ainda é de segunda classe na Europa.

Anteriores

Preview da temporada: Genoa

Próximo

E falando da Inter…

8 Comments

  1. Anônimo

    Ele está emprestado, com o Milan obrigado a adquirir seus direitos por € 7 milhões, consta que esse valor será dividido em três exercícios, caso o cara realize mais de 25 jogos na temporada.

  2. Cassiano Gobbet

    Nao. Ate onde eu sei, foram cinco milhoes mais dois se o Milan se classificar para a LC. Mas dois milhoes e meio desses cinco voltam para o Aquilani, que abriu mao de um contrato de 4,5 milhas para 2,5 mi. Coitado… abs

  3. Cassiano Gobbet

    Para o “Mister X”, sim, porque estariamos falando de um jogador de 30 milhões de euros. Mas o Milan aparentemente nunca esteve atrás do Mister X porque o Berlusconi teve de pagar 600 milhões num processo longo. Não sobrou grana. abs

  4. Cassiano Gobbet

    Montolivo: acho um jogador com grande perspectiva, mas precisa de um time sólido para se provar. Ziegler: torrificado.com. abs

  5. Contratação válida. Agora, ele foi comprado ou emprestado? Porque vi em alguns sites que seria um empréstimo por 2 temporadas, com algumas cláusulas meio malucas de compra… Tá sabendo de algo sobre isso amigo?

  6. Anônimo

    É preciso dizer que essa bobagem de “Mr. X” foi criada pelo Milan, em um programa do Milan Channel – dizem que foi ideia do Mauro Suma, embora ele negue – com o Allegri. Em um dos blocos, o treinador teve que responder perguntas sobre as características desse pretenso target do clube no estilo do “Indovina Chi”, que parece ter sido um grande hit da televisão italiana nos anos 80.

    Armado o circo pelo próprio Milan…

    Mas o verão trouxe boas notícias para o clube. A maior delas foi o fato do Milan não ter entrado nessa ciranda maluca de valores completamente despropositados para jogadores que estão longe do estrelato absoluto da bola, como Pastore e Aguero. A coisa andou tão fora da lógica que mesmo talentos medianos, como Dzemaili e Osvaldo custaram pequenas fortunas.

    Embora o Aquilani seja um jogador apenas razoável – é incrivelmente irregular para ser considerado algo muito além disso – é preciso dizer que o elenco é melhor e está mais equilibrado do que na temporada passada e a cada verão a base do clube vem colocando jogadores mais talentosos no elenco profissional.

    Os jogadores que tiveram chance de mostrar algo nas partidas da pré-temporada (Valoti, Rodrigo Ely e Kinsley Boateng) que pude acompanhar são realmente promissores. E já considerava muito, mas muito interessante a classe de 2010 (Verdi, Merkel, Strasser, De Vito e Romagnoli). A deste ano aparentemente é uma clara evolução da passada.

    Com um pouco de sorte – e paciência! – em breve tudo poderá estar ainda melhor.

  7. Kazuo Aoki

    Olá carissimo. Lembro que vc cogitou o Montolivo antes de tudo. Os rumores de Schweinsteiger chegaram perto de terem sido reais?
    Abs

  8. Sinceramente, nunca vi essa bola toda no Montolivo pra justificar o fato dele ser tão cobiçado (talvez especulado seja uma palavra melhor, porque vejo muito mais a imprensa colocando-o nos clubes do que os próprios dizendo estarem interessados no jogador). Aquilani, a meu ver, é bem melhor. Me chamou muito mais a atenção a pataquada que a Juventus fez hoje, ao praticamente chutar Reto Ziegler para fora do clube depois de seu santo não ter batido com o de Antonio Conte. O coitado sequer estreou oficialmente, assinou por quatro anos e corre o risco de acabar no Trabzonspor. Francamente, hein?

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top