Mês: maio 2011 (Page 1 of 5)

Analisando um evento celestial

Assim que o jogo acabou, fiquei pensando no que dizer e sentei no computador pronto para fazer uma ode de amor ao esporte. Mas refreei meu impulso. Exercitei a paciência para deixar este texto sair alguns dias depois, tentando diminuir o impacto de uma das maiores exibições de um time de futebol na história na minha percepção. E, claro, tentando escapar do lugar-comum que foi elogiar AQUELE jogo nas 24 horas subsequentes.

Ler mais

Pressão sobre a Fifa Nostra

O cerco ao aparato criminoso montado na Fifa vai apertando. Sei, trata-se um pouco da minha vontade de que um dia eu pudesse ver Joseph Blatter entrando com um recurso para pedir sua saída da cadeia, mas é fato que na venda das franquias da Copa do Mundo, não só a Fifa parece ter ido longe demais, mas também há a impressão de que eles fizeram os inimigos errados. Quando um ministro britânico pede intervenção na Fifa é sinal de que definitivamente algo mudou na ordem dos trilhos.

Ler mais

Levem a Copa daqui

Posso dizer com tranqüilidade: vejo a possibilidade de não ter São Paulo como uma das sedes da Copa do Mundo com entusiasmo. Torço mesmo para que a Fifa demonstre que alguém nos escritórios em Zurique tem alguma coisa dentro das calças e tente fazer um Mundial com sedes em cidades que têm economia primitiva, imprensa inexistente, indicadores sociais lesteafricanos e  corrupção endêmica. Lamento profundamente pelos moradores desses Estados, que terão seu dinheiro roubado escalavradamente para vagabundos construírem estádios com dinheiro público e se fartarem com licitações criminosas, mas tenho de dizer: como contribuinte em São Paulo, vibraria em saber que menos do meu dinheiro vai pagar a nova cobertura deste ou daquele pilantra ou a abertura de uma filial do cafajeste de acolá.

VanBommelianando o Calcio

Às vezes, declarações  aparentemente corriqueiras podem ter um significado mais relevante do que parecem. Nesta sexta, questionado sobre a confirmação de Mark van Bommel no Milan em detrimento de Andrea Pirlo, o oráculo barcelonista, Johan Cruyff, afirmou. “Fiquei muito feliz por ele [van Bommel], mas sua permanência é um sinal da pobreza dof utebol italiano”. Não há como discordar.

Ler mais

Em jogo, a esperança

Hoje é o dia mais esperado do futebol no ano. Sim, pode ser que não dê um grande jogo, mas é neste sábado que se concretiza a final que o imaginário do torcedor de futebol do mundo trabalhou secretamente ao longo da temporada. Quando Messi e Rooney se olharem em campo neste sábado, o compromisso de ambos será maior do que a obrigação de vencer um título. Barcelona e Manchester estão comprometidos com a história. Uma final de Liga dos Campeões é sempre importante, mas essa é mais. Isso se dá pelo fato de que os dois times que chegaram à última partida são inatacáveis. Quem gosta de futebol vistoso, está exultando; quem gosta de tática, está exultando; quem gosta de jogadas de efeito, idem, assim como quem quer ver determinação, jogo coletivo e o raríssimo momento que é o encontro do talento com a aplicação e colaboração. Espera-se do jogo de Wembley a mais pura essência do futebol, como em raríssimas partidas pudemos ver na história.

Ler mais

Seleção da temporada – Série A

Com o fim da temporada, já dá para avaliar quem é que foi mais determinante no campeonato. Aqui está a seleção da Série A 2010/2011, uma temporada emocionante, mas não a mais brilhante do nível técnico. No ano do MIlan campeão, não houve nenhum craque incontestável como foram Kaká e Sneijder em campeonatos anteriores, mas há esperanças, como Sanchez, por exemplo.

Ler mais

Explicação sobre os rankings

Mesmo tendo explicado os critérios que levaram à confecção dos rankings publicados aqui ontem (“O custo de cada ponto”), recebi questões de leitores acerca de levar em consideração outras possibilidades que não foram adotadas para se calcular quem gastou “melhor” ou “pior” para reforçar o time nas temporadas recém-encerradas. Este post serve como um postscriptum para as dúvidas e indagações deles.

Ler mais

Seedorf não vem para o Corinthians. E daí?

Seedorf não vem para o Corinthians. O céu é azul. O Oceano Atlântico fica entre América e África/Europa. Todas essas coisas são óbvias mas somente a primeira ganhou um destaque na imprensa digno de uma contratação de peso de fato. Alguma coisa está mesmo fora da ordem..

Ler mais

Page 1 of 5

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top