Mês: fevereiro 2011 (Page 1 of 3)

Segunda-feira, Tolerância Zero: Valdivia e os 8 milhões

Se fosse possível pegar a melhor performance de Valdivia em sua vida e fazer com que o chileno a replicasse a cada partida, ainda assim, pagar 8 milhões de euros seria uma manobra de extrema falta de inteligência.

Ler mais

Segunda-feira, Tolerância Zero: Conta da Copa do Mundo

98% da conta da Copa será paga pelo contribuinte. Um contribuinte que, diga-se de passagem, prova com afinco o que disse Brecht sobre a ignorância.

Segunda-feira, Tolerância Zero: Racha no Clube dos 13

A entrevista de Fabio Koff à Folha não deixa dúvidas sobre o que acontece no racha do Clube dos 13. O futebol brasileiro está regredindo, pelo menos, 25 anos em questão de semanas.

Ler mais

Segunda-feira, Tolerância Zero: Título do Flamengo

Viva! Vamos celebrar. O Flamengo ganhou do Boavista – o mesmo time que ia contratar Vieri, que só não veio porque não consegue vestir o meião sem o andador.

Ler mais

Segunda-feira, Tolerância Zero: Saída de Adilson do Santos

Toda segunda-feira já nasce com o DNA da Tolerância Zero em seu âmago. Acabou o fim de semana, você acorda cedo, não pode jogar seu joguinho predileto nem ver um filminho com a esposa. E além disso, ainda tem de abrir o jornal e se deparar com o descalabro, burrice e falta de escrúpulos do mundo. Então, borracha na segunda-feira porque ela merece.

Ler mais

Milan x Napoli, jogo de xadrez

Espera-se um grande duelo entre Milan e Napoli para este fim de semana em Milão. Ainda que tenha um elenco principal de qualidade, contudo, o Napoli ainda joga de uma maneira muito antiquada em comparação com outros times mesmo da Itália. Sua linha defensiva de três homens deve ter dificuldades diante de um ataque composto por homens habilitados a buscar a faixa lateral do campo com extrema habilidade.

Ler mais

O inferno não é tão ruim

Se você gosta de futebol brasileiro, prepare-se. A CBF está orquestrando um golpe que dará a ela o comando completo do esporte profissional. Todas as evoluções dos últimos anos – campeonato por pontos corridos, estatuto do torcedor, melhoria das contas dos clubes, etc – estão para ir por água abaixo. O líder do levante conservador é o presidente do Corinthians, capacho da CBF em troca de favores políticos e financeiros. Falidos, acompanham-no os clubes do Rio de Janeiro e o Coritiba, que não faz parte dos protagonistas do futebol nacional há pelo menos duas décadas. Por mais que o C13 seja fraco, viciado e mal gerenciado, está contra a CBF. Só por isso, já dá para decidir qual o lado certo a se apoiar. Como disse Winston Churchill, “se Hitler invadir o inferno, cogitarei uma aliança com o Diabo”.

Ler mais

Sem ânimo.

Eu estava pensando sobre o que escrever nesta noite de segunda (para publicação na terça). Mas confesso: me deu bode. Unificação dos títulos, Ronaldinho com salário pago pela Traffic, estádio do Corinthians com dinheiro público, racha no Clube dos 13 com patrocínio da CBF, Taça de Bolinhas, “hipotireoidismo” do Ronaldo, Patricia Amorim flertando com Ricardo Teixeira (depois de chamá-lo de criminoso), Copa do Mundo em Cuiabá, Ricardo Teixeira como destinatário do lucro da Copa, campeonatos estaduais, desisti. Tem gente que consegue ver emoção em um futebol de Jucilei, Elias, Chicão, Paulo André, Valdivia, Luan, Alex Silva, Juan, Zé Love, Edu Dracena, Souza. Desculpem. Eu não consigo. Sinceramente, nosso futebol me parece hoje muito sem graça. É verdade que em outros países, há aberrações como Berlusconi, John Terry, Materazzi, mas ainda tem mais futebol do que vergonha. Cansaço…

Page 1 of 3

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top