Gatos africanos…

A seleção da Gâmbia que vai disputar o Mundial Sub17 teve vários jogadores reprovados no teste de idade. A situação é mais grave porque pelo menos três dos reprovados, segundo informação da federação, faziam parte do time que se sagrou campeão africano da categoria em abril deste ano. Tendo em vista o Mundial Sub17 que rolará na Nigéria, talvez fosse o caso de começar a repensar a utilidade desses torneios ou pelo menos a participação de países que sistematicamente utilizam jogadores mais velhos.

Gana e Nigéria venceram o Mundial em 5 das 12 vezes. A própria NIgéria vive um impasse porque o presidente da federação não aceita fazer as ressonâncias magnéticas ósseas que determinam a idade com precisão, mas o ministro do esporte nigeriano diz que vai-se fazer o exame sim.

Com todas as dificuldades que existem no problema (muitos dos países africanos têm dificuldades econômicas e até culturais e os pais não registram as crianças), os torneios servem muito mais aos empresários do que a todo mundo. A Fifa deveria começar a considerar investir na formação de jogadores de outra forma (incluindo a garantia de condições de manutenção e estudo ás crianças/adolescentes) ao invés de preparar banquetes para os abutres.

Anteriores

Luis Fabiano e mais…

Próximo

Um novo Ajax. Mesmo

3 Comments

  1. As dificuldades econômicas dos países africanos podem explicar o registro tardio das crianças e as (prováveis) dificuldades econômicas das federações desses mesmos países podem impedir a instauração de um controle mais rigoroso dos ‘gatos’. Mas o que não pode, é a FIFA observar essa situação de braços cruzados.
    Competições mundiais que envolvem as categorias de base estão sem nenhuma credibilidade. Qualquer título ou boa colocação serão colocados sob suspeita. Assim, acho válido que a entidade máxima auxilie no controle pelo bem de seu próprio nome.
    Ainda nesse assunto, lembrei de uma impagável frase do Daryo Pereira quando perguntado sobre os gatos nessas competições:
    “Claro que tem muitos ‘gatos’ na África. Veja só o Kanu. O cara até já infartou!”

    Abraços.

  2. Cassiano Gobbet

    O Martins deve ter uns 300 anos. Fácil.

  3. Raphael Pinheiro

    Me acabo de rir quando dizem que o Martins e o Obi Mikel não tem nem 25 anos cada um… como o Goal.com diz, o Martins deve rejuvenescer um ano na carteira de identidade a cada pirueta que dá ao comemorar os gols, só pode…

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top