Mês: setembro 2004

Cai o Império

O verão romanista já não tinha sido um sonho. O time tinha perdido Fabio Capello, Zebina e Emerson para a Juventus, Samuel para o Real Madrid, e não tinha conseguido contratar nenhum craque de nível “world-class”. A única nota positiva tinha sido a permanência de Totti, ainda que este continuasse resmungando que queria um time melhor.

Ler mais

Risco desnecessário

Suspeita-se que o técnico de uma seleção nacional assiste aos jogos de seus jogadores preferidos, antes de uma convocação. Sim, especialmente se ele dispõe de todo o tempo e verba necessários para viajar, ou se munir de vídeos, ter uma equipe de observadores. Enfim, poder saber exatamente como está cada jogador, e convocar os melhores jogadores nas melhores condições para cada partida, especialmente se dispusesse opções válidas para os diversos setores.

Ler mais

Lecce – Zeman!

Foi uma aposta arriscada. Contratar Zdenek Zeman é contratar dor de cabeça. O técnico tcheco não tem papas na língua, não aceita jogar com prudência, pede demissão com a mínima intromissão no seu trabalho, não perdoa chiliques de estrelas, e ainda atrai o ódio supremo da Juventus, que ele, Zeman, acusou de dopar seus jogadores, em 1998.

Ler mais

Super Juve; Milão a meia força

Não dá para falar que não tenha sido uma surpresa o fato dos dois times de Milão empatarem na estréia, especialmente o Milan. Entretanto, era esperado que a Juventus saísse em “forma Ferrari” na sua partida difícil de Brescia. Explica-se: a Juventus começou sua preparação quase um mês antes dos rivais, tendo em vista as eliminatórias da Liga dos Campeões. Esse mês de treino está todo no sonoro 3 a 0 sobre o Brescia.

Ler mais

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Top