A Itália não se queixa do desempenho de seus times nas Copas Européias. Na Copa UEFA, o Parma quase venceu o Rangers em Glasgow, cedendo o empate no final; já o Bologna aplicou uma sonora goleada no Betis, 4 x 0 em Bologna. Para quem não se recorda, esta coluna disse que o time espanhol se arrependeria de ter “… dado graças a Deus por pegar o Bologna…”. Dito e Feito. Em seu décimo quinto resultado sem derrota, os italianos despacharam os espanhóis.
A Roma venceu o Zurich, também no finzinho, por 1 x 0, em casa. E pela ChampionsLeague, a Internazionale venceu o Real Madrid e praticamente garantiu a primeira posição em seu grupo. Ronaldo voltou, e mesmo sem ritmo, fez três ou quatro jogadas sensacionais. Mas quem realmente destruiu foi Roberto Baggio, que entrou faltando vinte minutos,  e marcou dois gols, um aos 42’ e outro aos 45’ do segundo tempo.
Mas a grande polêmica foi envolvendo a Juve, que se recusou a ir a Istambul  pegar o Galatasaray, porque na Turquia se sucederam diversas demonstrações anti – italianas, em virtude na hegativa do governo italiano em extraditar um líder curdo, procurado na Turquia. As leis italianas proíbem extradição de pessoas que serão executadas em seus países. O Galatasaray protestou, e disse que a UEFA era conivente com a situação. O jogo deve ocorrer nesta semana, mas alguns jogadores como Deschamps e Di Livio já disseram que só irão se a situação se alterar. Xiiii…

Claudio Carsughi – Il Mestre parla

Nesta semana, se você se interessa pelo futebol italiano, não deixe de ler a entrevista que TRIVELA fez com o jornalista Claudio Carsughi. O mestre ‘brasiliano’ que trabalha na Rádio Jovem Pan e no La Stampa de Torino,  fala da Inter, de Ronaldo, do Milan e de uma outra pá de coisas envolvendo o calcio italiano, de uma maneira muito simples, quase didática. Uma entrevista sem sensacionalismo com o jornalista que provavelmente mais conhece futebol italiano no Brasil.

A Rodada

Bologna 3 x 0 Juventus

Numa semana sensacional, o time ‘rossoblú’ venceu duas partidas marcando sete gols e sofrendo apenas 1. Recebendo a poderosa Juventus em seu estádio, o time de Mazzone passeou sobre a ‘vecchia signora’. Um resultado indiscutível, com gols de Signori, Paramatti e Fontolan,  deixou claro duas coisas: o Bologna se mostra o time mais regular do campeonato; a Juventus perdeu mesmo as estribeiras, e nem a ausência de Del Piero justifica a má fase. A última vez que o time torinese não vencia por quatro rodadas foi na temporada 92 – 93. Uma coisa é certa. O problema pela Copa dos Campeões com o Galatasaray influiu muito na queda de rendimento do time de Lippi

Internazionale 2 x 1 Salernitana

“Uma vitória mais de raça do que de técnica”, foi o comentário de um jornalista italiano sobre o resultado da Inter em San Siro. Após sair perdendo do time de Salerno, a Inter jogou com uma raça não vista há tempos, e até um gol anulado teve. Só aos 50’ do segundo tempo que Zanetti meteu uma bomba no ângulo de Balli, e virou o jogo. Mais uma vez, Ronaldo foi “poupado”, e não jogou. Até quando sta situação continua, ninguém sabe

Parma 4 x 0 Milan

Inconteste a vitória do Parma. O Milan até começou melhor, mas depois de sofrer um gol de Chiesa, quando dominava a partida, o comando das ações passou para o time dirigido por Malesani. O capitão Maldini, do Milan, saiu de campo com o nariz quebrado pela Segunda vez na temporada, e fez falta na segunda etapa . Destaque para a partidaça de Crespo e de Benarrivo, que já era tido por muitos como carta fora do baralho de Malesani. O Milan melhora a cada rodada, mas ainda se ressente de um líbero, e de um jogador para jogar à direita de Bierhoff, há sete rodadas sem marcar.

Udinese 2 x 1 Cagliari

Domínio total da equipe de Amoroso que faz sua segunda vitória consecutiva, e a quinta derrota também consecutiva do Cagliari. Poggi abriu o marcador, e Amoroso fez o segundo. Tudo indica que a Udinese não fará uma temporada tão boa como a do ano passado, sentindo principalmente a ausência de Bierhoff, mas se manterá longe da zona rebaixamento. Já o Cagliari, deve seguir invencível em casa, e sendo um visitante amigo, que adora perder em viagem.

Empoli 1 x 0 Vicenza

Vice – campeão duas temporadas atrás, o Vicenza dá todos os sinais de que é candidato ao rebaixamento neste ano. Esta derrota para seu concorrente direto será determinante ao final do campeonato. O Empoli tem um time que não mpolga, mas já foi assim no ano passado, quando conseguiu se manter na série A, e mandou para a B times tradicionais como Brescia, Atalanta e Napoli. Colaborou muito para o resultado a cusparada que o atacante uruguaio Otero deu em seu adversário, causando sua expulsão

Perugia 2 x 0 Piacenza

Festa japonesa na Toscana, com uma ‘dopietta’ do japonês Nakata, excelente meia do time do Perugia, decisivo nesta jornada. No Piacenza, o único time só com italianos da série A, uma derrota incômoda, a segunda consecutiva. Mais uma vez, se destacou Rapajic, que havia marcado na semana passada contra o Bologna.

Bari 0 x 0 Fiorentina

A líder foi a Bari sabendo que pegaria um osso duro de roer. Afinal, o Bari já aprontou para cima de quase todos os “grandes”, inclusive vencendo a Inter em Milão.  Sabendo disto, Trapattoni entrou com uma esquadra cautelosa, com Tarozzi e Cois reforçando a marcação no meio, e torcendo para a velocidade de Edmundo e Oliveira dar resultado. Não deu. O Bari domou o time viola ,e fez um ponto importante. Sorte da Fiorentina que Juve e Milan tomaram ferro, e continuam distantes quatro pontos.

Venezia 0 x 0 Sampdoria

O 0x0 diz tudo. Mais uma vez o time genovês fez uma partida modorrenta, principalmente jogando fora de casa, frente a um Venezia retrancado. Ortega, que parecia que iria estourar no começo da temporada, outra vez esteve apagado. Ausência importante a do atacante Montella, que no ano passado foi um dos artilheiros do campeonato. O meio – campo confiável de Pecchia, Ortega, Sgró e Palmieri não compensa a falta de um goleador.

Lazio x Roma

Um dos melhores jogos do campeonato até agora. A exemplo do que aconteceu com a Inter no derby contra o Milan, a Lazio se superou e segurou a forte Roma em um 3 x 3 sensacional. Destaque para a atuação de Mihajlovic, um dos melhores defensores do campeonato, e para um golaço de Roberto Mancini, sacrificado como avante pelas contusões de Boksic e Vieri. Na Roma, outra partida ótima de Wome, um camaronês de apenas 19 anos, cada vez  mais titular. Um jogo à altura do campeonato para um estádio completamente lotado.